A herança do Regicídio

Foi há cento e onze anos!

E ainda hoje o sangue derramado enegrece o destino de Portugal!

Primeiro os republicanos e anti monárquicos que, com as trapalhadas, oportunismo e desorganização  de ideário, estrafegaram o que restava de um país  já  atrasado. Depois foi a vez da ala católica tomar o poder com o apogeu no consulado de Salazar, o qual cai de podre pela falta de visão  e ausência  de renovação,  acompanhada da voracidade do resto do Mundo pelas riquezas do império  português.

Hoje, ao ouvir as notícias  do envolvimento de empresas dominadas por elementos do PCP em ajustes diretos de “encomendas” de edilidades geridas pelo mesmo PCP, associada ao historial da despodorada corrupção  que grassou na banca e nas altas empresas, entendo que a democracia pós  25 de Abril também se encontra em elevado estado de decomposição!

Como tal lamento cada vez mais o fatídico Regicídio!

Restam-me os valores apreendidos do senhor meu pai e da senhora minha mãe, valores de servir as instituições, os colegas e os doentes que me procuram.

Do que li e me foi contado pelos meus ascendentes, eram estes os mesmos valores vivenciados por Sua Magestade el-rei D. Carlos bem como pelo príncipe  D. Luis!

Desgraçado Portugal!

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Francamente senhor Presidente!

A telefonar em directo para o programa da Cristina Ferreira?

Qual a razão  de Estado ou mesmo, dado o alto cargo que ocupa, qual a razão simples de amizade que levaram Va. Exa. a tamanha banalização do referido cargo?

Não  bastaria um simples telefonema pessoal antes do início  do programa ?

Espero não  ter sido a atitude banal mais uma forma de marketing com utilização  indevida do magistério  do alto cargo que Va. Exa. ora ocupa!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Carta à Dra. Joana Marques Vidal!

Exa. Dra. Joana Marques Vidal

Após ter ouvido a Dra. Manuela Moura Guedes venho por este meio pedir-lhe, na qualidade de português com honra, que lute até ao limite das suas capacidades, a fim da limpeza e higienização de Portugal.

Venho, também,  depositar em si toda a confiança de um cidadão português que se sente desonrado e vilipendiado por esta escória política que, transversalmente, se apoderou do meu querido País.

O “sistema” instalado está ansioso por ver Va. Exa. pelas costas!

Dentro das minhas parcas possibilidades, considere-me à sua inteira e total disposição para o que de mim entenda necessário.

É preciso, diria mesmo, imperativo realizar uma reforma na governança de Portugal, na base dos princípios do Serviço Público. E se tiver de ser por forma revolucionária, pois que seja!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Estou a ouvir Manuela Moura Guedes!

Este emaranhado de vigarices nacionais leva-me a meditar o país em que nasci e vivo.

Incompreensível o papel de actores com responsabilidades de Estado e políticas na governança de Portugal! O papel dos votantes nesta democracia fétida em que somos obrigados a viver!

Desde primeiros ministros, ministros, políticos com responsabilidades, procuradores, alta finança, bancos e se calhar alguns altos cargos todos enrrodilhados nesta porcaria de ilegalidade e falta de pudor e ética!

Os deputados recebem ajudas de custo a fim de se deslocarem para a Assembleia da República!

Eu desloco-me mais de 3 km todos os dias e entendo que não me é nem nunca tal aceitaria, qualquer tipo de subsidio.

Agora alguns declaram desculpa dos seus actos pela falta de regulamentação de códigos da dita. Como se os deveres éticos não dependam dos princípios!

Pergunto-me como se sentirão os votantes de Sócrates!

Não  sou socialista e portanto nunca votei neste figurão!

Os que trabalham como eu na coisa pública, que no afã diário tentam dar o seu melhor com a contrapartida do orgulho da missão cumprida, devem estar…digo antes ESTÃO cabisbaixos e deprimidos com tanta porcaria e desonestidade!

É como escrevia Aquilino a “ápode dos possidónios e broeiros no poder”!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A falta de memória ou a limpeza do passado que não interessa.

Assistia eu à merecida homenagem no Palácio Real de S. Bento aos campeões europeus de footsal na Eslovénia.

No momento solene o senhor Presidente da Assembleia da República, Dr Ferro, referiu-se à dívida que o futebol português tinha, em termos de prestígio aportado á Nação, pelo Benfica e pelo Sporting (clubes de Lisboa).

Esqueceu-se sua excelência de todo o prestígio  aportado pelo F.C. do Porto, com as duas taças Intercontimentais, as 2 taças dos Campeões  Europeus e tantos outros títulos que, seguramente também  prestigiaram a Nação Portuguesa.

Estes lapsus linguae são imperdoáveis á segunda presonalidade da hierarquia de Portugal.

Vergonha Dr Ferro Rodrigues!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A minha alma já não pasma!!

Acabo de ver e ouvir a reportagem na TVI sobre os “negócios” dos incêndios e do que se gasta de dinheiros públicos nas trapaças, omissões e eventualmente no dolo á coisa pública. Os montantes apontados na reportagem, no pagamento de meios aéreos que dependem da contratação pública ( horas de voo contratadas, manutenção, etc.) ascendem a mais de 350000 euros/ano.

Este vilipendio nas contas públicas passa por 2esquemas” de desgovernação de várias cores políticas , recalcitrando na transferência do nosso dinheiro público para interesses privados.

E a tudo isto acresce a perda de valor em tudo o que arde e, muitíssimo mais gravoso, na perda de vidas e condição humana.

O montante total de perdas e desperdício acumulados ao longo dos últimos 10 anos, ainda ninguém apresentou valores ainda que aproximados.

O que se terá gasto daria para investir em meios técnicos e humanos nos hospitais dos nosso SNS. E aqui, permitam-me o meu grande desgosto quando, desde há vários anos, ouço os CA do hospital onde exerço a minha profissão, queixarem-se da falta de verbas para investimentos de remodelação ( o meu hospital tem já mais de 55 anos), reequipamento e contratação de profissionais necessários a sua regular actividade.

Na qualidade de cidadão, e apenas nessa qualidade, venho aqui apelar ao Exº Senhor Presidente da República e á esperança que nele deposito, para que, olhe para o Estado Português e leve, até às últimas consequências, as averiguações e demandas para pôr cobro a esta “vilanagem”!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O paradoxo da matemática ou o golpe de estado da rés pública!

Na realidade, e como referiu Sextos, reconheço a mediania governativa à coligação PSD-CDS. Entre erros e mediocridades (com episódios de “relva”, de “marco” e quejandos), a coligação obteve a maioria relativa, mas, a MAIORIA de votos dos portugueses,
O programa maioritariamente sufragado foi o da coligação. Na campanha eleitoral ninguém se apercebeu de alguma possibilidade de coligação entre o PS, PCP e BE.
Ora esta hipótese (quase tese) de coligação representa a subversão de todo o historial dos princípios da vida democrática pós 25 de Abril de 1974.
A concretizar-se representa o escamotear da vontade da maioria de votos dos portugueses!
Representa, também, claro está, a luta titânica do Dr António Costa pela permanência no poder. O próprio pretende o protagonismo do lugar de 1º ministro, apesar da reconhecida ineficácia durante a campanha que levou o PS a uma derrota desastrosa.
O povo português terá que se manifestar na rua a concretizar-se esta leviana e contra natura coligação de esquerda.
E gostaria de rematar lembrando ao Dr António Costa que, como diz o velho provérbio popular, ” quem com ferros mata, com ferros morre”.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário