Acabei de lêr o jornal “A BOLA”!

Hoje , excepcionalmente, comprei o jornal “A BOLA”!

Dá um certo prazer, a seguir ao tremendo e contínuo êxito do F.C. do Porto sobre o Benfica, lêr um jornal desportivo orgão não oficial do grémio da Luz, acompanhado da humidade lacrimal produzida pelos “isentos” jornalistas que lá têm assento.

A “habilidosa” crónica desse “ícon” do jornalismo desportivo que dá pelo nome de Leonor Pinhão transporta-nos para o mundo do surreal!

A senhora (que de tal pouco tem) descreve insistentemente e por muitas vezes a história das arbitragens que “favoreceram” o F.C. do Porto.

Ora é do entendimento geral que, nesta época, a equipa do F. C. do Porto foi sempre superior ao Benfica, sendo o trabalho, a coesão e a competência as razões dos sucessos e vitórias avassaladoras sobre a equipa da Luz; aliás a Leonor Pinhão não se fica por aqui!

Vem defender a peregrina e esequeranda ideia que os méritos do F. C. do Porto (número de vitórias, pontos conquistados, distancia pontual, etc.) se resumem ás arbitragens!

Aconselho-a a revêr a sua ridícula posição! E os troféus Internacionais ao longo dos últimos 20 anos? E os pontos da FIFA e UEFA conseguidos para Portugal pelos êxitos F. C. do Porto?

Mais cego é o que não quer vêr do que aquele que não vê!

Anúncios

Sobre Jorge G. Pereira

Sou Português, nascido no Porto, terra de tradição antiga e firme, de onde nasceu o nome de Portugal,
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Acabei de lêr o jornal “A BOLA”!

  1. Paulo Santios diz:

    este senhor cidadão que por vontade explicita seria cidadão do Porto e não de Portugal.
    A meu ver que até não sou SLB mas sou cidadão de Portugal embora nascido em Lisboa, este Srº. devia era estar bem caladinho ou então quando vira a cabeça para trás para os êxitos do FCP deveria também de ver como foram conquistados.
    É que agora até já são internacionais publicamente a dizerem como funcionava “””” o sistema que para mim ainda perdura.

    • Jorge G. Pereira diz:

      Caro leitor

      Em primeiro lugar reafirmo sentir-me como Português. É também verdade ( e esta histórica) que a nação Portuguesa teve o seu nascimento, como tal, no Norte de Portugal. A história dos factos assim o ditou e as “culpas” não poderão ser imputadas a ninguém. O nome de Portugal advém do latim Potus Cálem, burgo que aparece geográficamente referenciado na área onde hoje se encontra a cidade do Porto. Mas isto são apenas factos históricos.
      Quando aos antecedentes do êxito do F.C.do Porto, os êxitos obtitos ultrapassaram as fronteiras do nosso País e encontram-se consolidados nos vários troféus neles obtidos. Quanto ao “…estar caladinho…” não serão os comentários menores que teve a bondade de me enviar que amputarão a liberdade do meu pensamento e da minha modesta prosa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s