Escolhas

Entre a insolvência do País e a sua imagem política, José Socrates escolheu, sem hesitar, a segunda ( Teixeira dos Santos que o diga).

Pergunto-me, assim, como possa haver um único Português que sequer pondere votar no homem  sem se sentir traidor à Pátria.

É claro que imediatamente a seguir lembro-me que “Pátria” é noção esquecida se não mesmo desconhecida para muitos. E que outros tantos vivem das fartas sobras dela, fazendo disso emprego que não trabalho.

E a dúvida existencial que me assaltava desaparece.

Infelizmente.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s