As sociedades políticas contemporâneas são máquinas de desepero para os homens ou quando Sextus a contragosto, mas com a devida vénia, convoca o grande Albert

Como Sextus tinha previsto, a pré-campanha e depois a campanha propriamente dita irão evoluir no modo habitual do diálogo cacânico: múltiplo, fractal, ruidoso, terminando numa ânsia pelo silêncio depois da explosão da cefaleia, do desânimo e da percepção difusa da inutilidade e do desastre de não se ter aproveitado a lição do labirinto do minotauro.

Num país menos alegre, menos infantil e impreparado estaríamos agora a traçar a listagem por ordem de urgência das medidas a tomar no pós 5 de Junho enquanto que alguns politólogos de esquerda se entreteriam a polemizar sobre o quid do desastre socratiano e o seu dia seguinte.

Na Lusitãnia-Cacânia, no dia em que se sabe que dois dos cinco principais bancos vão recorrer aos fundos estrangeiros para tentar equilibrar o seu capital, no dia em que os bancos acenam com a alteração dos ruinosos contratos de empréstimo para a casa-prisão, o  nosso engenheiro toma-se como o paladino das novas oportunidades. Triste sina, triste imprensa, tristes políticos e tristes blogueiros. Este pedido de socorro do BES e da CGD constituem outro sinal – se ainda é preciso mais sinais – do desastre da gestão do engenheiro que conseguiu levar consigo banqueiros imprudentes e incompetentes.

Parasitando o mediático professor, resta como único caminho ao jovem candidato realçar a falência das opções tomadas e falar menos do que é preciso fazer já que a imprensa lusa se tornou numa caixa de ressonância de qualquer sentença produzida por mais insustentada que seja.

O povo parece que quer matar o mensageiro da desgraça mantendo o fazedor da ruína de tão desgovernado e assaltado estado. O povo parece que só acordará quando tiver a dor de bater no fundo. Talvez não haja outra opção.

De que vale a escolha num país com medo de existir e de se inscrever, num país que se conforta na subserviência e no esmolar?

Amanhã há futebol.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s