burburinhos …

Foi um dia com muitos burburinhos e não houve alma que não contribuísse com a sua pequena parte.

Aparentemente, milhões de alminhas estavam convencidas que era possível emagrecer o Estado glutão sem cortar ordenados, pensões e subsídios ao pessoal do dito.

Uma alminha que ficou famosa como “engordador” do Estado e que por isso mesmo, mais do que por mero acaso ou outra coisa qualquer, é Presidente da República,  baliu um dos burburinhos mais deliciosos quando propôs que também se emagrecesse a minoria de contribuintes  que não dependem do Estado.

No meio de tantos burburinhos não consegui ouvir o de Mozart mas também ainda não acabou o dia. Entretanto, um Sol grande, vermelho, delicioso e indiferente pousou no mar.  Amanhã é outro dia.

 

Anúncios

Sobre António Vieira Lopes

Liberal na Economia. Pouco. Conservador em tudo o resto. O que é muito. Morrerei médico.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s