A Indignação e a Greve Geral!

Sabemos todos que o presente momento não é favorável à boa disposição ou ao conforto e paz de espírito. As inquietações e incertezas quanto ao futuro do nosso povo e de nós próprios são, seguramente, as mais gravosas das últimas décadas!

Sabemos que na causa desta crise existem muitos culpados, governantes, figuras públicas os quais, mais tarde ou mais cedo serão julgados pela história!

Perder tempo a remexer o passado não será argumento para vencer no futuro.

Os direitos à indignação e à greve estão devidamente consignados na Constituição da República! Caberá, neste momento, ajuizar se a utilização massiva, permanente e persistente destes direitos será ou não um acto contra o País?

Entendo ser no diálogo sensato e no trabalho com afinco, permanente e persistente, bem como, no empreendorismo que Portugal poderá ultrapassar esta crise!

As greves e manifestações, apesar de legítimas, não servem o desígnio Nacional!

Anúncios

Sobre Jorge G. Pereira

Sou Português, nascido no Porto, terra de tradição antiga e firme, de onde nasceu o nome de Portugal,
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s