O novo lexico e as novas “modas” na Saúde.

Terminei a minha licenciatura em 1976 na Faculdade de Medicina do Porto. Sou, por tal razão, um licenciado em Medicina e Cirurgia. Iniciei voluntáriamente trabalho no S.U do H. de S. João em 1973, sempre tutorizado por médicos especialistas da equipa em que estava integrado.

Atravessei todo o percurso da carreira médica (2 anos de internato geral, 3 anos de policlínica, 4 anos de Internato Complementar da Especialidade, 5 anos como Assistente Hospitalar, 5 anos como Assistente Graduado), passando por todos os concursos de provas públicas até chegar a Chefe de Serviço (hoje catalogado, com alguma dose de ridículo, como Assistente Graduado Sénior). Desde há 10 anos exerço a actividade como Director de Serviço num hospital central, nomeado e renomeado em sucessivas comissões de serviço.

Assisti há um bocado à entrevista da Drª Isabel Vaz, administradora de um grupo privado de saúde, e pessoa de reconhecido mérito na área. Ouvi atenta e interessadamente todos os passos da entrevista até ao seu final, ouvindo-a afirmar ” os meus médicos, os meus enfermeiros…”, seguindo-se a expressão do cúlminos da verdade gestionária (combate ao despesismo, cortar a isto e aquilo…), como se isto não fosse a obrigação de todos os profissionais diferenciados que exercem a sua actividade no serviço de saúde.

Aqui queria expressar que entendo que os médicos (e se calhar outros profissionais), não devem ser pertença de ninguém que não dos doentes que a eles recorrem; isto porque, por juramento Hipocrático, todos os licenciados em Medicina juram fazer e executar o que melhor entendam para os doentes que a eles recorrem. Quanto à gestão dos meios não será necessário inventar “ovos de Colombo”, pois, em literatura vária já existem escritos da mais variegada experiência de como utilizar e racionalizar os meios disponíveis. Entendo que o País e a Europa atravessam uma crise económico-financeira muito grave e que fará sentido o combate a tudo que seja desperdício!

Mas aqui é que está o busílis da questão!

Também será de fácil entendimento que, neste combate têm que estar incluidos todos os profissionais, com envolvimentos a vários níveis e sem pretensos paternalismos. Já participei com algum êxito na gestão na área da saúde! Penso que pelos cargos que ocupei e ora ainda ocupo, na minha área profissional não deixei nada para outros fazerem!

A verdade é que o envolvimento em tempo real dos diferentes profissionais na gestão das unidades hospitalares não passa de pura falácia; pelo contrário, o sacrifício e pondenor pessoais e profissionais destes elementos são o verdadeiro sustentáculo das instituições!

E para quando a revisão e reestruturação do sistema de financiamento do SNS???

Adiado pela falta de coragem ou pela inércia de alguns, com o beneplácito de todos os outros!

Temo pelo sistema de saúde em Portugal e por todos os doentes. Deixarei, um qualquer dia a minha especialidade. Mas tenho a certeza que morrerei Médico com as preocupações pelo meu semelhante que aprendi com os meus avoengos, familiares e mestres.

Uma última e terrível interrogação: Quo vadis SNS?

Anúncios

Sobre Jorge G. Pereira

Sou Português, nascido no Porto, terra de tradição antiga e firme, de onde nasceu o nome de Portugal,
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a O novo lexico e as novas “modas” na Saúde.

  1. José Carlos Areias diz:

    Não é sem comentário que vemos a Dra. Isabel Vaz dizer os meus médicos ou meus enfermeiros. Aqui está a grande diferença para os gestores no serviço nacional de saúde. De um lado há o espírito de grupo, do outro o nojo de incluir num qualquer iluminado grupo um funcionário que executa actos médicos ou de enfermagem. Isto, é infelizmente o que se passa no SNS, onde os iluminados directores não têm necessidade da opinião, ou apoio, dos que com eles trabalham na mesma instituição de saúde
    Farei, noutra altura, um comentário mais longo sobre o SNS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s