“mijadinha” a “mijadinha”, rumo ao progresso, que o progresso é o progresso …

… e se querem um exemplo basta um passeio por essa Beira Interior granítica e alta e só não repara quem não quer. Com muito esforço progressista  lá se conseguiu que as árvores se fossem, que os rios estejam a ir-se, que as serras se “eolizassem”  e  que os muros ancestrais desabassem para se exportarem. O progresso é o progresso e aí estão as turborotundas , a Live Beach , as autoestradas que conseguem dar a volta a si próprias para desenhar circunvalações que cercam aldeias onde pastam algumas cabras. O progresso é o progresso e árvores, pedras ou cabras não dão votos.

O último progresso é o Circuito de Manutenção “Medicalizado” em que vai ser possível, entre outras muitas  coisas, todas muito boas, “verificar a função prostática “, ou seja, espero eu,  medir o alcance das “mijadinhas” com um “mijómetro”.

Já estou a imaginar as filas, as “mijadinhas”  e os “mijómetros”, provavelmente uma espécie de “tablet” modernaço a imitar um penico. Devem ser precisos alcances acima dos dois metros para bater o record mundial.  Devem  ser … … que o progresso é o progresso.

Anúncios

Sobre António Vieira Lopes

Liberal na Economia. Pouco. Conservador em tudo o resto. O que é muito. Morrerei médico.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s