Só a frase salvou o dia

Sextus já exprimiu a sua opinião sobre a equipa governativa, embora tal seja difícil, a maior parte está na sombra.

Mas hoje tivemos a expressão de dois ministros e que diferença. Um, mais do mesmo, sem ter feito o trabalho de casa, sem saber quantos funcionários tem, quantos precisa, qual é a carta hospitalar, qual é a proposta de reforma na medicação, sem conseguir copiar alguma coisa excelente que existe noutros SNS europeus (veja a Holanda…) declarou que não vai fazer mais cortes, ou seja, anuncia o futuro sem ter estudado o passado e desconhecer o presente.

O outro, o outro interrogado sobre quando começou a auditoria a uma universidade afirmou que se iniciou ontem. Independentemente de Sextus não depositar nenhuma confiança nessa auditoria – algo que está provado é o falhaço exuberante de qualquer entidade reguladora, seja aqui, seja em Espanha, seja em terras de sua majestade, seja na China – só o ouvir que um trabalho que se tem de fazer se iniciou ontem foi música nesta terra assustada e logo calada.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s