deixar para depois de amanhã …

Somos um povo de socialistas optimistas que acredita no amanhã e no adiamento para amanhã de tudo o que nos for possível e estiver à mão. Melhor que isto só o adiamento para depois de amanhã, não fazendo nada hoje nem amanhã.

Neste sentido é compreensível uma pulsão quase generalizada, que começa em António José Seguro, passa por Mário Soares e termina em António José Seguro, depois de seis voltas e meia a Portugal,   para o pedido, na versão humilde, ou exigência, na versão “Macho Latino”,  de mais tempo aos nossos financiadores. Estranhamente, cerca de 3 dúzias de portugueses meio lunáticos, em que se incluem alguns membros do Governo, pensam que poderá ser preferível fazer hoje tudo o que for possível sem deixar para amanhã nada que fosse possível fazer hoje. Quando dou comigo a pensar que este pequeno grupinho pode ter razão, logo um deles salta a terreiro com o lembrete de que fazendo tudo hoje, amanhã seremos donos do nosso destino.

Amanhã, logo pela manhã,  donos do nosso destino ? Sendo mais do que certo, para não dizer certinho,  que pela hora de almoço já estaremos a tratar de deixar tudo para depois de amanhã, dou comigo a dar razão ao António José Seguro e a pensar que será melhor começar agora a deixar tudo para o amanhã depois do último possível. Mesmo que não seja melhor, virá a dar no mesmo. Devemos seguir a nossa natureza.

Anúncios

Sobre António Vieira Lopes

Liberal na Economia. Pouco. Conservador em tudo o resto. O que é muito. Morrerei médico.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s